Please enter your e-mail address. We will send your password immediately.

#egypt

Crucifixos, sinais de "figas" ou mjolnir, aos escandinavistas de plantão. Esses objetos, tem em comum o fato de serem mais que simples assessórios: são amuletos de proteção, sorte, coragem, e uma infinidade de fins. No Egito antigo amuletos também se fazem presentes em todas as classes sociais. Alguns, prevenindo "maus olhares", outros, desgraças, ataques de cobra ou escorpiões. Haviam também, aqueles para a boa sorte, boa saúde, fertilidade e bem estar. Poderiam, alguns deles, fazer parte de uma cura médica ou ser usados para prever doenças específicas. Os materiais de confecção poderiam ser diversos: desde materiais preciosos, como ouro ou pedras semi-preciosas, ou mais comuns feitos com faiança e argila. O material era ligado a eficácia do amuleto, seja por sua composição ou cor. "Alguns amuletos eram postos junto das múmias para ajudar e assegurar a sua chegada ao mundo pós-vida. Para isso, pilares djed, o símbolo de Osíris e sua coluna vertebral, eram postos nas costas das múmias; um encosto de cabeça era posto para apoiar o pescoço da múmia, para a cabeça não rolar; e olhos de Hórus eram postos por todo o corpo para proteção. O que mais se destacava entre esses acessórios era o escaravelho no coração. Este escaravelho largo era posto sob o coração do morto e tinha inscrito encantamentos do Livro dos Mortos que iriam assegurar a chegada do morto até o mundo pós vida" (IKRAM. 2010, p.7) #maat#maatufrn #ufrn #ufrnhistoria #historiaufrn #historiaantiga #historia #história #historias #history #egitoantigo #egiptologia #egyptology #egypt #ancienthistory #ancientegypt